Boas víndas!

Sobre

III Simposio MPV

III Simpósio Internacional Merleau-Ponty Vivo

Int

Int&rlocuções Merleaufreireanas
e
Iª Reunião da Rede de Pesquisadores(as) e Grupos de Pesquisas na interlocução entre Maurice Merleau-Ponty e Paulo Freire

Acontecerá na Universidade Federal de Mato Grosso o III Simpósio Internacional Merleau-Ponty Vivo.

O I SIMPÓSIO MERLEAU-PONTY VIVO VOLTAVA-SE AO CORPO, CARNE E SER

O primeiro Simpósio ocorreu na aniversário de Morte de Cinquenta anos do Filósofo Francês Maurice Merleau-Ponty Vivo e contou com o apoio do Instituto Humanitas da Universidade do Rio dos Sinos, pela Revista IHU ON LINE, cuja edição a focalizou o tema, em sua edição temática, ao mesmo tempo que compartilhou a vinda do Economista Francês Serge Latouche, que fez parte dos especialistas que estiveram no evento de Universidades de todo o país, e cujo evento teve enorme impacto. Permanece ON LINE pela colaboração direta na memória do evento, três conferências fundamentais: a de Serge Latouche, a de Fabio Di Clemente (UFES) e a da Filósofa Creusa Capalbo, que estão no seguinte link de acesso, por contribuição direta da ASCOM, da Universidade Federal de Mato Grosso, da TV UNIVERSITÁRIA sob coordenação do Professor Dr. Diélcio Moreira.

capa-ihu-merleau-ponty-e1320080683695

O II SIMPÓSIO MERLEAU-PONTY VIVO TEVE COMO PROGRAMAÇÃO:

Dia 09/9 – segunda-feira

14h às 15h45min. Conferência

Lucha por la vida o lucha por el reconocimiento. El problema del origen de lo comum entre Hegel y Merleau-Ponty. Prof. Dr. Antonio Firenze (UPF/ES)

16h45min. Intervalo

I Painel

Devaneios sobre o texto de Mauss a Lévi-Strauss e Merleau-Ponty. Prof. Dr. Levi Marques Pereira – UFGD/MS.

Uma pedagogia afro-ibérica-índígena latino-americana: impossibilidades ou possibilidade? Prof. Dr. Jovino Pizzi – UFPEL/RS.

Quais foram as contribuições mais importantes de Joel Martins para a fenomenologia merleaupontyana? Profª. Dra. Helena Vitória Sposito – PUCSP


Razão, corpo, existência e formação humana em Merleau-Ponty: contribuições para a descolonidade do fazer pedagógico. Prof. Dr. Adão José Peixoto – UFG

Dia 10/09 – Pela manhã:

Conferência 08h às 10h.

 La descolonización del saber en la educación, desde la perspectiva intercultural.  El caso de la experiencia educativa en la Amazonía peruana.  Prof. Dr. José Marin – Universidade de Genebra (Suíça)

A (des)colonização e africanidade original na perspectiva da Ética da Libertação de Enrique Dussel – Prof. Dr. Jandir João Zanotelli – Brasil/UFPEL/RS

10h. II Painel

Tema Perspectivas das colonialidades e (des)colonialidades das Infâncias e Adolescências –  Profª. Dra. Nádia Ruiz Silveira – Núcleo de Trabalho Popular NTC-PUC/SP (20)

Tema Profª. Dra. Maria Stela Santos Graciani – Perspectivas Libertadoras do Estado Popular Democrático Núcleo de Trabalho Popular NTC-PUC/SP. (20)

O pensamento da fenomenologia de Merleau-Ponty e Clifford Geertz – UFMT/MT. Profª. Dra. Livre Docente Maria de Lourdes Bandeira de Lamônica Freire – (20)

O Direito da fenomenologia de Merleau-Ponty ser recriada como uma fenomenologia dos trópicos. Prof. Dr. Luiz Augusto Passos UFMT/GEMPO/GPMSE/MT. (20)

A tarde – 14h as 16h

Há elementos em Merleau-Ponty que permitisse sua tradução/recriação contemporânea à situação político da américa caribenha, afro-indígena, em fidelidade à sua fenomenologia?   Profª. Dra. Creusa Capalbo – UERJ

A música enquanto linguagem: uma etnografia educacional na fenomenologia merleaupontyana. Prof. Dr. Guilherme Romanelli – UFPR

Dia 11/09 – Manhã

III Painel 09h40 às 12h.

EDUCAÇÃO POPULAR E ESTADO – PROF. DR. IVANDRO DA COSTA SALES (UFPE).

Considerações históricas acerca das Colonialidades e (des)colonialidades Prof. Dr. Vitale Joanoni Neto – UFMT/MT.

Colonialidades e descolonialidades no Mato Grosso. João Carlos Barrozo.

IV Painel – 14h as 16h

Mara Tondin Fenomenologia Merleaupontyana e Consultório de rua em Cuiabá.

Janaína Lúcia Rodrigues. Equoterapia e Fenomenologia Merleaupontyana

Zilma Franco. O Ceja e dimensões da Fenomenologia Merleaupontyana

Raquel Martins Fernandes.  A menina dos olhos de Deus e a fenomenologia

V – Painel

A tarde – 16 às 18 hs

Priscila O. Xavier Scudder: Condenados e fenomenologia (20)

Maria Liete Alves Silva: O discurso ambiental e a presença dos grandes ideais. (20)

AdrianaWernek Regina: Mito Panará e Fenomenologia (20)

Maria Aparecida Rezende: A pesquisa voltada para uma metodologia Merleaupontyana. (20)

síntese: Luiz Augusto Passos